Alemanha indeniza gays e lésbicas condenados no nazismo

Além disso, foram feitos 317 pedidos de indenização até setembro deste ano

Publicado em 14/09/2021 23:28
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O genocídio nazista figurou como uma das grandes catástrofes que marcaram o século XX, na qual muitos grupos foram perseguidos e exterminados, dentre eles, homossexuais. Aliás, para dar corpo e voz a esta repressão, um sobrevivente francês – com a obra Moi, Pierre Seel, déporté homosexuel (“Eu, Pierre Seel, deportado homossexual”, sem tradução para o português), narra um pouco de sua vida durante o regime hitleriano e no pós-guerra.

Desse modo, como a repressão prosseguiu, mesmo após o fim do regime homossexuais não conseguiram ecoar as suas vozes, já que havia a proibição da homossexualidade. A partir do final dos anos 60, especialmente nos anos 70 e 80, isso começou a mudar e as histórias, por meio da memória emblemática coletiva, ganharam amplitude para posteridade.

Desta vez, a Alemanha tomou novas medidas para reparar o seu passado durante a era nazista, indenizando um total de 250 pessoas que foram de alguma maneira afetadas pela lei que punia homossexuais.

€ 860 mil (cerca de 5,305 milhões de reais) pagos, conforme estipulado pela Euro News. Além disso, foram feitos 317 pedidos de indenização até setembro deste ano.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

G Store

MOLETOM PRIDE BRASIL

Comprar

SUNGA COLORS

Comprar

CAMISETA PRIDE HEART - LONG

Comprar

BONÉ PRIDE HEART

Comprar

MOCHILA PRIDE BRASIL

Comprar