Papa Francisco
Papa Francisco (Foto: reprodução)

O papa Francisco, que já foi elogiado e execrado, devido às suas declarações, voltou a falar sobre homossexualidade. O Papa referencia uma fala sua em agosto, que causou controvérsia.

O Papa Francisco recomendou aos pais que, ao detectarem vestígios da homossexualidade em seus filhos, que busquem ajuda psiquiátrica (sic).
A declaração foi feita pelo pontífice durante conversa com os jornalistas no voo de volta do país europeu com direção a Roma.

Contudo, em uma entrevista ao programa Salvados, do canal espanhol Lá sexta, o pontífice reviveu este assunto. “Eu estava explicando que nunca se expulsa de casa uma pessoa homossexual. Mas fiz uma distinção quando a pessoa é muito jovem, e começa a mostrar sintomas estranhos, aí convém ir ao psiquiatra. Nesse momento começa a palavra que sai e termina em um idioma que não é o seu”. Disse Francisco, segundo o Clarín.


“Mas eu estou falando de um menino que está se desenvolvendo e os pais começam a ver coisas estranhas…Por favor, consulte, e vá a um profissional, e lá você verá o que é, e pode não ser homossexual, mas pode ser devido a outra coisa”, explicou.