Mulher Negra Cis Lésbica e uma Travesti escrevem livro de poesia sobre o amor

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Inspiradas pelo amor que as une, Lua e Thábata, mulher negra cis lésbica e uma travesti, se utilizam da poesia – ora romântica, ora erótica, por vezes melancólica – escrita de maneira livre sem a métrica e estética habituais, para contar sua história de amor, no livro intitulado: “Travessia”. 

O livro publicado pela padê editorial, será lançado no dia 25 de fevereiro em evento online (Live) no Instagram do projeto Travessia Poesia (@travessiapoesia) com a Dra. Jaqueline Gomes de Jesus, professora de Psicologia do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ) e com Lucy Eclipsa, ilustradora do livro.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Travessia se propõe a difundir estratégias de vida e possibilidades de afeto, junto a acalanto, música, sabor, suor e gozo. Além das autoras, o projeto tem a participação exclusiva de pessoas negras e/ou trans, uma escolha estratégica e política de valorização desses profissionais. “Se somos forçadas a não amar, devolvemos tudo de volta em mais paixão e cuidado. A arte nos salva da morte se vivemos num país-projeto de vida genocida. Sabe aquela história de que o amor salva?! É verdade“, enfatizam as autoras.

Sobre as autoras:

Lua Lucas multiartista travesti. Carioca, flamenguista e mangueirense, nascida e criada em Jacarepaguá, mãe Cearense e pai Gaúcho. Atriz de formação, erradicada em São Paulo, integra o núcleo teatral Filhas da Dita na Cidade Tiradentes, onde reside. É arte educadora e tem trabalhos na performance desde 2014, diretora do documentário “Cê quer mentir pra preta velha?”. Poesia e dança são suas paixões secretas. Cuida demais e fala alto demais.

Thábata Wbalojá é geminiana com ascendente em leão, filha de Kavungo que se esparrama nos braços de Kaiá. Atriz respirante, se inspira nas Filhas da Dita, coletiva que integra há 14 anos. Adora ler, estudar, se debruçar num pouco de tudo. Arte-educadora, escreve projetos, faz prestação de contas e o que mais necessário for. Saiu do sul das Gerais e encontrou ninho em Cidade Tiradentes, extremo leste da paulicéia. Às vezes é sol, às vezes, tempo nublado escurecido.

Ficha técnica:
Autoras: Lua Lucas e Thábata Wbaloja | Edição: padê editorial y as autoras | Ilustrações: Lucy Eclipsa | Projeto Gráfico e Diagramação: Diana Salu | Revisão: tatiana nascimento

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio