Envelope (Ilustrativa)

Um caso fora do convencional tomou os noticiários dos EUA e acabou transcendendo fronteiras. Uma mulher, chamada Sarah Pharis, foi presa após enviar cartas contendo homens pelados dentro dos envelopes.

Ao que tudo indica, a prática se trata de um fetiche, visto que é a segunda vez que a americana é detida em decorrência disto. A primeira vez, Sarah enviou a foto de um homem nu para 30 pessoas. Pharis cometeu o crime de violação de imagem privada e pagou 397 mil reais para ser solta.

Desta vez, a moça arcou com a repercussão do caso e teve que desembolsar cerca de 79 mil reais em fiança e aguarda o andamento do processo em liberdade. O assunto viralizou justamente pelo teor inusitado.


Aliás, não se sabe o motivo que impulsionou a americana a realizar tal ato. Pharis, mesmo em liberdade, responderá no futuro por divulgação não consensual de imagem privada.