Daylon Martineli,
Daylon Martineli Créditos de: Divulgação / MF Press Global

O segmento de moda está crescendo cada vez mais e, como todos sabem, o gosto está totalmente inserido no campo subjetivo. Todavia, é bacana deixar o público antenado sobre as tendências, aliás, roupa é uma forma de expressão e nada como expressar-se com irreverência e originalidade.

No quesito moda, por séculos, homens trans, gays, entre outros, precisaram se camuflar socialmente por meio do que vestiam. Na década de 70, por exemplo, não era incomum os gays se vestirem de forma mais viril para esconder quem realmente eram devido ao preconceito enraizado na sociedade, explica o Daylon Martineli, ator, produtor cultural, influenciador digital e especialista em moda. 

“Em simultâneo, esse período também foi marcado pelo surgimento de uma moda gay mais extravagante, mais colorida — em que o estilo de cada um fazia um passeio entre o masculino e o feminino, fosse pelas roupas ou pelos acessórios utilizados”, aponta Daylon.


“Sempre recebo mensagens dos meus seguidores elogiando o meu estilo e pedindo dicas para que eles também se destaquem, então posso dizer que a forma que me visto influencia muitas pessoas e atribuo isso principalmente ao meu gosto por uma moda mais minimalista, um estilo bem particular no mundo LGBTQIA+”, elucida o influenciador.