Ministro da Educação pede desculpas e diz que não quis desrespeitar LGBTs

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Após tecer críticas fervorosas a LGBTs, atrelando, em sua fala do ano passado, a homossexualidade a famílias desajustadasMilton Ribeiro, ministro da Educação, disse à PF que não quis desrespeitar comunidade.

Ele ressaltou que “Jamais teve a intenção de desrespeitar nem incentivar qualquer ato contra a comunidade LGBT” ao dizer que homossexuais têm origem em “famílias desajustadas”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“[Milton Ribeiro disse] que sua história atesta que não pensa que essas pessoas são inferiores, nocivas ou prejudiciais, pois tem postura de acolhimento e inclusão, tanto que aos 62 anos de vida é a primeira vez que se depara com esse tipo de situação de ter de responder por esse fatos”, destaca o depoimento de Ribeiro.

Após a justificativa, Toffoli indagará à PGR se o órgão vê elementos plausíveis que justifiquem a abertura da investigação. Ano passado Milton rejeitou um acordo, e a defesa do ministro solicitou o arquivamento do pedido à PGR.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio