Vereadores acatam cassação de Mário Gay por acusações de assédio sexual

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O vereador de Andradina (SP), Mário Henrique Cardoso (PPS-SP), conhecido como Mário Gay, teve o mandato cassado na terça-feira (16). A decisão acontece motivada pelas denúncias de agressões de assédio moral e até sexual. O ex-parlamentar foi intimado a enfrentar uma Comissão Processante.

A votação a favor da cassação contou com 13 votos pedindo pela expulsão da câmara. Apenas o vereador Joaquim Justino de Souza do PSDB, votou a favor do arquivamento da ação.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Màrio Gay que foi afastado, afirma ser inocente, e se diz vítima de perseguição política. O substituto da vaga, ainda não foi anunciado pela Câmara Municipal.

Vale ressaltar que o vereador possui um histórico polêmico, já chegando até mesmo a agredir fisicamente a mãe de seu ex-assessor, L. Pimenta. A agressão que ocorreu em outubro do ano passado, aconteceu na porta da Câmara Municipal.

Dentre as acusações que pesam contra Mário Gay, estão a de assediar um ex-assessor, como também de agredir e ofender jornalistas. O polêmico vereador também foi notícia no final do ano passado, ao se envolver em acidente de carro, que foi provocado por ele ter desrespeitado as normas de trânsito.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio