Vanessa e Lucas, seu filho trans (Reprodução)
Vanessa e Lucas, seu filho trans (Reprodução)

A publicação de uma mãe onde exalta o orgulho por ter um filho transgênero tem viralizado nas redes sociais nos últimos dias. O texto já conta com mais de 30 mil curtidas e milhares de compartilhamentos.

Durante a publicação, Vanessa José da Silva, mão de Lucas, relata que desde muito pequeno o garotinho já dava sinais de que se identificava com o mundo masculino, mas ela não entendia.

“Desde que se entendia por gente, ela já dizia que queria ser menino. Por vezes eu me sentia desconfortável, pois não entendia como minha menininha que até então eu achava que só era ‘marrenta’, queria ser um menino”, disse ela ao G1.


E continuou: ” Mas a partir do momento em que ele pediu pra comprar roupas masculinas e vi a felicidade dele ao usá-las, aí sim eu entendi, que é quem ele é e não tenho o direito de barrar. Só então comecei a aprender sobre o que era ser transgênero e ele ainda me ensina muito”.

Vanessa revelou que o fato de Lucas ter assumido a identidade masculina desde criança não agradou os familiares, que são de maioria evangélicos. A mãe ainda conta que a criança é vítima de transfobia da família.

“A maioria dos meus familiares são evangélicos e, para eles, ser transgênero é errado. Eles falam que Deus não erra o sexo e querem que a gente siga todo um padrão. No começo o Lucas ficava bem triste, e eu também, já que se machucam ele, machucam a mim, mas agora já não ligamos mais”, declarou.

Apesar de ter demorado a aceitar a transexualidade do filho, Vanessa garante que hoje enxerga seu filo como um “abençoado rapaz transgênero” e que a publicação servia como apoio para outras jovens trans.

“Vamos começar com todo o processo de transição de gênero com médicos. Espero que sejamos felizes agora, com o Lucas sendo o que sempre quis ser. Ele tem muitos sonhos, e quero ajudá-lo a realizá-los”, disse ela, que já também se prepara para fazer a mudança dos documentos de Lucas.