Luke Atme
Luke Atme (Foto: Reprodução)

Arrasando no cenário da música, o cantor italiano Luke Atme abriu o jogo sobre os seus cuidados com o corpo e a sua vaidade. Metrossexual, o artista defende com unhas e dentes que deveria haver menos machismo na sociedade.

Me considero metrossexual, e não escondo ser bissexual. Eles não se cuidam com medo do que vão pensar da sua sexualidade, isso sim é machista”, afirma o rapaz.

Ainda falando sobre o cenário da música e cantores, a musa Ludmilla relatou ter sofrido racismo em suas redes sociais e, chegou a excluir a sua conta oficial no Twitter. Segundo ela, isso vem sendo constante.


E daí para pior. Vocês não têm noção do que eu passo com essas pessoas. É 24 horas por dia de comentários racistas em todas as minhas postagens. Mas eu estou tirando print de tudo porque isso é crime e vai pagar um por um”, falou ela.