Lewis Hamilton critica Igreja Católica por proibir bênção a casamento gay

Assim como Elton John, o heptacampeão da F1 também rebateu a decisão do Vaticano sobre bênção a união gay

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O piloto de Fórmula 1 Lewis Hamilton, fez uma crítica voltada para a Igreja Católica após a mesma dizer que não pode abençoar a união de casais do mesmo sexo. Ele, que já mostrou que luta pelas causas como racismo, publicou na última quinta-feira (18), uma mensagem em solidariedade a Elton John, e criticando a decisão do Vaticano.

Através da rede social do Instagram, ele escreveu: “Sou solidário ao Elton John e à comunidade LGBTQ+ nessa causa. Isso é inaceitável para os dias atuais, ninguém pode ser vítima de preconceito ou discriminação por amar alguém, especialmente em nome de Deus, que sempre pregou a igualdade. É muito triste saber que muitos terão que optar entre as suas preferências e a sua fé, e eu gostaria de dizer a esses seguidores que estou com vocês, que eu sei da dor de vocês e vou estar aqui para apoia-los. Amor é amor, nunca diga a ninguém que ele é diferente”, escreveu ele. 

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na publicação de Elton John, ele escreve: “Como pode o Vaticano se recusar a abençoar casamentos gays porque eles ‘são pecado’, mas felizmente lucrar investindo milhões em ‘Rocketman’ – um filme que celebra minha descoberta da felicidade de meu casamento com David?? #hipocrisia”.

Na última segunda-feira (15), o Vaticano decidiu que a Igreja Católica, membros como padres e outros ministros religiosos, não podem abençoar casais homossexuais. O comunicado foi emitido e aprovado pelo Papa Francisco dizendo que a união entre pessoas do mesmo sexo não pode ser abençoada porque Deus “não pode abençoar o pecado”. 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio