Kassin soma forças com o rapper Jeza da Pedra em EP inspirado na cultura urbana do Rio

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um Rio de Janeiro contemporâneo, ora raivoso, ora bem-humorado, ora romântico surge no urgente EP Jeza+Kassin. Unindo o premiado músico e compositor Alexandre Kassim com o primeiro rapper assumidamente gay da cena carioca Jeza da Pedra. O trabalho está disponível nas plataformas de música digital através do selo Lab344.

Com quatro faixas, o registro foi inspirado desde o funk 150bpm, até a cultura hip hop. A produção passa pela EDM, experimental e religiões afro-brasileiras. O EP lança um olhar singular em temas atuais e une artistas de origens e bagagens completamente distintas. O objetivo é trazer algo novo e diferente de tudo que os dois artistas já fizeram.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Desde o começo, a gente tinha a ideia de tratar cada faixa como uma crônica musical com olhar voltado para o agora. Tudo foi criado no meio de um clima doido que o Brasil está vivendo desde antes das eleições”, conta Jeza da Pedra, que não esconde sua admiração por Kassin: “trabalhar com ele é algo que ainda não caiu a ficha pra mim”.

Sobre Alexandre Kassin

Alexandre Kassin é um dos músicos mais influentes e respeitados do Brasil, tendo atuado em projetos como Acabou La Tequila, +2 e Artificial. Lançou álbuns aclamados como “Sonhando devagar” e “Relax”, que foi indicado ao Grammy latino em 2018. O também produtor e multi-instrumentista já trabalhou com artistas como Caetano Veloso, Jorge Mautner, Los Hermanos e Gal Costa. O EP lançado com Jeza é o primeiro passo da parceria entre os artistas, que trabalham em estúdio em um álbum completo.

“Eu já estava com a ideia de fazer algo com muita percussão, programação e sintetizador. Achava que eu cantando ia soar totalmente errado e queria achar alguém que cantasse em cima delas. Quando ouvi o trabalho do Jeza, pensei na hora que ele poderia ser a pessoa certa para essas faixas. De um jeito diferente, o nosso trabalho dialogava nas letras com senso de humor, por exemplo”, conta Kassin.

Sobre Jeza da Pedra

Jeza criou sua identidade musical no Complexo da Pedreira em meio a igrejas neopentecostais, bailes funk e rodas de samba. Essa combinação incomum resultou no EP de estreia lançado em 2017, Pagofunk Iluminati.

Em 2018, o rapper fez a sua primeira turnê na Alemanha, sendo convidado como atração na segunda maior parada LGBTQ da Europa. Lançou o single Junto ao meu lado, produzido por Rick Beatz em colaboração com Sofia Vaz (Baleia) e Migué. Jeza também lançou uma nova versão deluxe do EP debut com faixas extras e parcerias com o Afrojazz.

Ouça:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio