Lorran Oliveira
Lorran Oliveira (Foto: Reprodução)

Aos 21 anos de idade, o jovem Lorran Oliveira, residente de Itabuna, na Bahia, fez um desabafo em suas redes sociais sobre ter sido vítima de LGBTfobia. Na ocasião, a agressão começou quando o rapaz iniciou uma queixa de homofobia contra a vizinha.

“Meu marido Guilherme dirigiu-se até ela, questionando-a se havia algum palhaço ali e se estávamos num circo, e ela com muita arrogância e gritando muito. Na tentativa de defendê-lo, fui a frente dela e começamos a discutir e ela descontroladamente agrediu-me verbalmente e também fisicamente”, iniciou ele.

“A sensação era de impotência, afinal, se a agressão fosse ao contrário tenho certeza que as atitudes das pessoas seriam totalmente ao contrário”, contou Lorran, sobre as constantes agressões que sofreu.


Indignado, o jovem ainda relatou que foi preso quando chegou na delegacia. “Isso mesmo! A vítima foi algemada! E a autora dos crimes? Ficou na frente da recepção com os mesmos deboches a minha pessoa”, contou ele, que agora procura por um bom advogado;

 “Sei que isso não dará em nada, mas com a ajuda dos compartilhamentos de vocês talvez eu consiga algum advogado que me defenda e esse ser horrível pague por tudo que ela fez”, finalizou Lorran.