Jornal The Guardian destaca estupro coletivo de jovem gay e cita violência LGBT no Brasil

O crime aconteceu no dia 31 de maio

Publicado em 11/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Conforme reportamos, em um bairro da região central de Florianópolis, um jovem foi violentado e torturado por três homens. O crime aconteceu no dia 31 de maio, mas somente recentemente veio à tona, e o rapaz, segundo informações, tem apenas 22 anos.

Por meio de uma reportagem do jornal The Guardian, um dos mais populares do Reino Unido, o caso é “barbárico”. O jornal explanou o ocorrido e destacou que LGBTs no Brasil vivem um momento conturbado.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um ato de violência “bárbara” em que um gay de 22 anos foi estuprado por uma gangue e torturado gerou uma reação violenta no Brasil e é a evidência de uma crescente onda de crimes de ódio no país, de acordo com ativistas dos direitos humanos”, relata.

Seus agressores o deixaram na rua onde foi encontrado e levado ao hospital. Ele agora está se recuperando em casa. Verdi Furlanetto, chefe de polícia, confirmou ao Guardian que sua força está investigando, mas ainda não houve nenhuma prisão”.

“O Brasil tem um dos índices mais alarmantes de violência e discriminação contra pessoas LGBT do mundo. Cristian González Cabrera, pesquisador da Human Rights Watch, disse que embora a suprema corte proibisse a violência e a discriminação com base na orientação sexual e identidade de gênero em 2019, “o governo precisa tomar medidas urgentes para evitar esta epidemia de violência contra pessoas LGBT”, disse a matéria, que também destacou o mapeamento de violência organizado pelo GGB –  Grupo Gay da Bahia, única organização não governamental amplamente conhecida a se dedicar à pesquisa e agrupamentos de dados da violência contra LGBTI+.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio