Jean Wyllys sobre Karol Eller: “A fascista lésbica é vítima da homofobia que sempre negou”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Opinando sempre sobre assuntos de cunho político, desta vez, Jean Wyllys resolveu se posicionar, através de seu blog, sobre as agressões, motivadas por homofobia, que, infelizmente, acometeram a bolsonarista Karol Eller.

Sobre como uma fascista lésbica é vítima da homofobia que sempre negou“, começa ele logo no título do artigo. “Lésbica, Karol fez e faz parte do time de LGBTs que se prestaram e se prestam a passar pano ou a negar a homofobia de Bolsonaro e da extrema-direita brasileira, e a atacar o movimento LGBT, negando a existência da homolesbotransfobia no Brasil e acusando as pessoas que denunciam essa violência de “vitimistas”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Mas a vida é real e é de viés, e, por isso, assim como o vereador Fernando Feriado e o humorista Evandro dos Santos – dois outros homossexuais cheios de homofobia internalizada e que uivaram e uivam com os lobos homofóbicos na esperança vã de que estes lhes poupem – Karol aprendeu da pior maneira que, sim, a homofobia existe e que os homofóbicos estão se sentindo mais livres para perpetrar violências contra LGBTs desde que a extrema-direita se tornou hegemonia política e Bolsonaro venceu as eleições no Brasil”, enfatiza.

Seja qual for a postura de Karol “Eller” – se vai despertar ou se seguirá uivando com os lobos – deixo aqui minha solidariedade a ela, a solidariedade que ela nunca teve em relação a mim nem a outras vítimas da homofobia alimentada pelo governo que ele ajudou a eleger”, finalizou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio