A autora J.K Rowling autora da saga Harry (Foto: Divulgação)
A autora J.K Rowling autora da saga Harry (Foto: Divulgação)

J.K. Rowling, acusada de transfobia após uma série de comentários controversos, voltou a suscitar polêmicas explosivas após divulgar uma loja on-line que tem posicionamento abertamente transfóbico. 

Rowling, por meio de um post publicado em seu Twitter, exibiu a loja Wild Womyn Workshop. “Às vezes, uma camiseta fala por você… Caso você conheça uma bruxa que gostaria [de uma camisa dessa]”, disse a romancista na legenda da publicação, na qual explicitou uma foto com a camisa do estabelecimento.

Todavia, a loja costuma trazer em sua coleção adereços com dizeres que expressam transfobia. “Transativismo é misoginia”; “Ideologia trans invisibiliza mulheres”; “Notoriamente transfóbica”; “Mulheres trans são homens”, são alguns exemplos.


 Recentemente, a escritora ganhou um aliado. Famoso mundialmente por dar vida a Hagrid na saga Harry PotterRobbie Coltrane resolveu se posicionar sobre a polêmica envolvendo a autora da obra-prima.