Integrantes da banda Pussy Riot são presas na Rússia após protesto LGBT

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Popularizado por trazer pautas sociais à tona, Pussy Riot é um grupo de punk rock feminista russo que costuma ressoar temas como diversidade, direitos das mulheres e progressismo.

Contudo, a polícia russa deteve, segundo o ativista Pyotr Verzilov, duas integrantes da banda punk nesta quinta-feira (8). O grupo protestava contra o governo ultraconservador quando foi cerceado por autoridades.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Segundo a imprensa, bandeiras de arco-íris foram penduradas em edifícios do governo no dia do aniversário do presidente Vladimir Putin. O intento do ato foi a defesa dos direitos LGBTs.

O ativista associado ao grupo, Verzilov, publicou o ato da polícia por meio das mídias sociais. De acordo com ele, as ativistas são Maria Alyokhina e Nika Nikulshina. O grupo já havia protestado em 2018, e já causou comoção mundial atraindo nomes como Adele e Madonna.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio