Sikêra Junior
Sikêra Junior Rede TV (Foto reprodução)

O Instagram decidiu se posicionar após uma avalanche de reclamações sobre o post do apresentador Sikêra Jr, em que o comunicador afirmava que “Transgênero é uma pessoa que não aceita o próprio nome, o próprio corpo, a própria voz, a própria vida. Mas quer ser aceito por todo mundo”.

Muitos internautas questionaram do por que a plataforma não remover o conteúdo transfóbico do apresentador, sob a alegação de “não ir contra as diretrizes da comunidade”, quando faziam a denúncia, já que são plataformas que apoiam abertamente as causas LGBTQIA+.

O Instagram acabou percebendo o erro e se pronunciou em nota sobre o ocorrido: “Não permitimos conteúdo que ataque pessoas com base em raça, etnia, nacionalidade, religião ou orientação sexual, casta, sexo, gênero, identidade de gênero e doença grave ou deficiência. Se encontrarmos conteúdo que viole essas políticas, vamos removê-lo.”


Em contato com o portal Põe na Roda, a plataforma explicou que, dentre milhões de posts diários, podem ocorrer erros entre análises e denúncias muitas vezes interpretadas por máquinas e não humanos, em um sistema que está constantemente se aperfeiçoando, em especial em episódios como este.