Igreja Luterana nos EUA elege 1º bispo trans não-binário

Megan Rohrer, que não identifica nem como homem nem como mulher, vai comandar igrejas luteranas americanas

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O luteranismo, que tem por base a teologia de Martinho Lutero, é uma igreja que integra milhares de seguidores mundo afora. Ao que tudo indica, aliada do progressismo, vem tomando atitudes em prol da inclusão e da renovação de pensamento.

Megan Rohrer, que não identifica nem como homem nem como mulher, vai comandar igrejas luteranas americanas no norte da Califórnia e no norte de Nevada.  É a primeira vez que uma pessoa transgênero não-binária é eleita para um cargo de liderança em uma grande denominação cristã americana, segundo G1.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Luteranos declararam mais uma vez que pessoas transgênero são belas filhas de Deus”, disse Rohrer, que tem 41 anos, em comunicado após a eleição. “O chamado de Deus se estende a mais pessoas do que você poderia esperar, em mais lugares que você poderia esperar e com mais frequência do que você poderia esperar”, acrescentou.

Ainda sobre religião, segundo o jornal inglês The Times, a Igreja Anglicana decidirá até 2022 se vai aprovar o casamento entre pessoas do mesmo sexo. O site “Vivendo em Amor e Fé”,  da instituição, traz um compilado de informações que visa aclarar essa questão do casamento LGBT.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio