Bandeira LGBT
Bandeira LGBT na Itália (Foto: Reprodução)

A assembléia Italiana iniciou nesta semana, uma discussão sobre a homofobia, como um código penal, no país, que pouquíssimo oferece direitos a população LGBQIA+, na Europa Ocidental como um todo.

No local, existe um projeto de lei, criado pelo deputado e militante Alessandro Zan, do partido Democrático (PD), que reúne diversas séries de projetos voltados a criminalização da homofobia e transfobia no país, mas há nitidamente, inimigos prontos e declarados.

Se o esperado por aprovado, a lei punirá o criminoso por cerca de um ano ou seis meses, já em casos de brutalidade, e violência, a punição pode ser de até quatro anos. Agora, o que impressiona, é que a Igreja Católica é totalmente contra a aprovação do projeto.


Segundo o Guia Gay, o país “não precisa”, de uma lei vinculada a punição contra supostas discriminações. Vale lembrar, que a Itália não permite o casamento de pessoas do mesmo sexo até os dias de hoje. O que resta, é torcer para que a empatia chegue de forma coletiva e gradativamente.