Hungria pode anular leis anti-LGBT

Von é presidente da Comissão Europeia, ao Parlamento Europeu em Estrasburgo

Publicado em 7/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Parlamento Húngaro, já conhecido por sua postura ultraconservadora, decidiu que o gênero de uma criança é decidido no momento do nascimento e o pai deve ser necessariamente um homem e a mãe uma mulher. Além do mais, destacou que a adoção só será permitida para casais que, legalmente, contraíram o matrimônio, dificultando a vida de LGBTs.

Além disso, nos últimos dias, a Hungria proibiu conteúdo LGBT para menores, por 157 votos favoráveis e apenas um contra entre os votantes. Esta decisão logo tomou grandes proporções, visto que há muitos conteúdos literários que acoplam personagens LGBTs.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ursula von der Leyen, alertou a Hungria nesta quarta-feira que o país deve anular uma legislação que proíbe as escolas de usarem materiais que se acredita promoverem a homossexualidade. “A homossexualidade é equiparada à pornografia. A legislação usa a proteção das crianças… para discriminar pessoas por causa de sua orientação sexual… é uma desgraça”, disse Von der Leyen.

Von é presidente da Comissão Europeia, ao Parlamento Europeu em Estrasburgo. “Nenhum tema é tão importante quanto aquele que viola nossos valores e nossa identidade”, afirmou Von der Leyen.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

G Store

PULLOVER LOVE WINS

Moletom com capuz 3D de manga comprida

Comprar

CHINELO PRIDE

Comprar

MOCHILA PRIDE BRASIL

Comprar

TÊNIS RAINBOW STYLE

Comprar

SUNGA SUMMER PRIDE FORMAS BLACK

Comprar