Jair Bolsonaro (Foto: reprodução)
Jair Bolsonaro (Foto: reprodução)

Recentemente, o grupo “Gays com Bolsonaro”, do Twitter, abriu um processo seletivo para recrutar membros do LGBTs para dar apoio ao presidente Jair Bolsonaro.

Para ser aceito, os membros devem ter “predisposição aos valores conservadores” e “transformar o Brasil pra melhor”. O perfil, que conta com mais de 13 mil seguidores, fez o seguinte anúncio: “Estamos recrutando novos integrantes. Se você é gay, lésbica, bi, trans… Tem predisposição aos valores conservadores e deseja ajudar a transformar o Brasil pra melhor, saiba que você não está sozinho, vem com a gente.”, diz o comunicado.

Nos comentários, internautas caçoaram o tal recrutamento de LGBTs para apoiar Bolsonaro. “Gays conservadores é pq saíram do armário, mas a cabeça ficou lá . Vontade de serem aceitos, um auto ódio imenso , que se prestam a esse papel deprimente, humilhante, servil, triste e vergonhoso de se alistarem em sacrifício aos seus algozes”, disse um usuário da rede. “LGBTQ+ com predisposição aos valores conservadores que nos mataram e nos matam todos os dias”, ironizou outro.


Vale ressaltar que recentemente, a ministra do governo Bolsonaro, Damares Alves, criou uma campanha que exclui totalmente famílias LGBTQIA+ de serem citadas em anúncios do governo.