Um dos livros é do famoso terapeuta Joseph Nicolosi (Foto Ilustrativa)
Um dos livros é do famoso terapeuta Joseph Nicolosi (Foto Ilustrativa)

Shaun Simmons, um homens trans, decidiu processar a gigante Amazon, afirmando que sofreu assédio enquanto trabalhava na empresa e teve uma promoção negada, após seu gerente descobrir sua gravidez.

Em entrevista a NBC News, Shaun contou que trabalhava em um estoque da Amazon que fica em Nova Jersey, nos Estados Unidos, e decidiu revelar ao seu gerente, Mike Menno, em junho de 2019, que estava grávido. Contudo, Menno espalhou a informação para outro supervisor e depois, todo o estabelecimento já sabia da notícia.

Shaun conta que após todos descobrirem sua gravidez, trabalhadores da Amazon começaram a assedia-la e por conta disso, ela enfrentou diversos constrangimentos. Em uma das situações relatadas, Shaun conta que ouviu um deboche de um trabalhador, enquanto ele usava o banheiro masculino.


O homem trans também relata que denunciou as situações no RH, mas que todas as ideias sugeridas para que ele não enfrentasse mais seus assediadores, eram negadas.

Shaun busca na Justiça que a empresa devolva seu emprego e lhe pague todos os meses de licença sem vencimento. O processo corre no Tribunal Distrital dos Estados Unidos de Nova Jersey, após um pedido dos advogados da Amazon, de acordo com o New Jersey Law Journal.