Gloria Groove fala sobre relação com drogas e música: “Não tenho problema”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Poucos dias depois de lançar o EP Alegoria, a cantora Gloria Groove tem revelado detalhes sobre esse novo projeto. Em entrevista ao portal Popline, a drag queen abriu o coração sobre música, drogas e boicote de rádios.

Com uma música em seu novo EP que faz referência ao universo dos usuários de maconha, Gloria comentou sobre sua relação com a droga. Segundo a artista, ela “não tem nenhum problema”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Não tenho problema nenhum. Acho todas bem legais. Brincadeira! (risos) É… Eu não tenho um temor de usar qualquer tipo de referência canábica para minha lírica, sabe? Eu canto o que eu sinto, eu canto o que eu vivo”, disse.

Ainda durante a entrevista, Gloria abriu o jogo sobre os boicotes que ocorrem com as drag queens cantoras nas rádios Brasileiras: “As rádios são o lugar mais inóspito para divulgar nosso trabalho”.

“É um meio que parece que está cercado por dinossauros da cultura, que simplesmente não querem entender que as drag queens representam o futuro do que a gente está falando, entendeu?”, relatou.

E continuou: “Para se ter ideia, para colocar ‘Coisa Boa’ na rádio, eu ouvi que a música era rápida demais: ‘não tem como diminuir o ritmo?’. De um funk 150bpm! É um dos motivos mais absurdos possíveis para denotar que ‘aqui, drag não entra’. A gente tem essa perspectiva da rádio porque realmente é um lugar em que a gente bate, bate, bate e para ter algum tipo de atenção só mesmo em alguma situação muito específica. A luta das drag queens para entrar nas rádios ainda é real”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio