Glamour Garcia fala sobre redesignação sexual: “Não valida minha cidadania”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta semana, a atriz Glamour Garcia voltou a falar sobre o processo de redesignação sexual. Em entrevista concedida à Quem, a famosa revelou o motivo do adiamento da cirurgia e falou sobre seus projetos.

“A cirurgia é muito importante para mim. Mas, hoje em dia, eu como uma mulher mais consciente e empoderada, culta e vivida, tenho consciência de que não é este processo que valida a minha cidadania e vivência. A cirurgia tem que ser feita de uma forma muito coerente e com saúde. Em março de 2021, estreio meu novo trabalho no teatro e ficou uma agenda incongruente. Não tem como eu me dedicar ao pós-operatório tendo uma temporada de espetáculo para estrear. Acabei optando por dar prioridade ao meu trabalho neste momento primeiro”, justificou a atriz.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Glamour também discorreu sobre os seus projetos para o próximo ano. “Apesar de todas as dificuldades, 2020 me trouxe essa revelação de retornar ao teatro, de atuar. Vou fazer o Caderno Rosa de Lori Lamby, de Hilda Hilst. Estou muito animada com a temporada e o que esse trabalho vai me trazer, como nunca estive em anos. Vou me dedicar muito a essa peça”, contou.

Vale lembrar que, há pouco tempo, a beldade confessou que sofreu com expectativas dos telespectadores e fãs, após estrelar na novela das 21h na emissora carioca. “Acho que todo mundo se projetou demais em mim quando fui a primeira trans a participar de uma novela das nove, a primeira trans vencedora de um prêmio tão importante, mas ninguém estava exatamente no meu lugar”, disse ela.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio