Gestora do Mineirão deve indenizar casal LGBT em R$38 mil após caso de homofobia

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em 2018, no Festeja BH, dois homens foram brutalmente agredidos, e o motivo do crime, comprova que ambos sofreram homofobia. O casal agora receberá uma indenização de 38 mil reais.

O juiz Michel Curi e Silva, relator do caso entendeu que mesmo a gestão do Mineirão recorrendo a decisão, ela deveria ser mantida, e foi com unanimidade, porque segundo as provas colhidas e testemunhais a dor, humilhação e sentimento de impotência foram demais para as vítimas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Os autos indicam que não houve profissional capaz de ajudar os rapazes. Assim, verificado um ato ilegal e verdadeiramente bárbaro, consistente com agressões físicas e verbais contra um casal de homossexuais, deveria a segurança do evento ser organizada o suficiente para fazer com que a violência física e psicológica parasse”

De acordo com o portal de notícias Põe na roda, a empresa responsável deverá pagar R$19 mil para cada um, como forma de indenizar o crime de homofobia acontecido há dois anos atrás.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio