Gaby Amarantos (Reprodução/Instagram)
Gaby Amarantos (Reprodução/Instagram)

Nesta terça-feira (4), a cantora Gaby Amarantos decidiu se pronunciar em seu perfil no Twitter, sobre as polêmicas opiniões de jornalistas envolvendo o projeto “The Gift”, álbum visual de Beyoncé inspirado em “O Rei Leão”, que exalta a cultura negra.

Em um momento de desabafo, Gaby agradeceu a cantora norte-americana por inspirar sua carreira e lhe dar forças para sair da depressão. “Beyoncé você foi o assunto da minha seção de terapia, o bem q vc me faz e como vc me cura com seu amor, arte e realeza que me faz lembrar que sou rainha da divindade sagrada do universo. Eu sou pq vc é, TE AMO!”.

“Pra encerrar o assunto sobre como a Bey me dá forças vale a thread. Eu comecei a carreia sendo chamada de “Beyoncé do Pará” mas fui sendo apagada pelo racismo do mercado da música e pelo preconceito c minhas cores e brilhos. A Bey tá me ajudando a me curar de uma depressão!”, escreveu Amarantos.


A cantora também aproveitou a oportunidade para alfinetar a jornalista Lilia Schwarcz, que publicou um artigo na Folha criticando o filme de Beyoncé e sua glamourização. “É racismo questionar o protagonismo de pessoas negras em nosso lugar de realeza até mesmo quando estamos ficcionando o glamour que sonhamos pro nosso povo. No meu caso, meu glamour era brega + quando quando a marca cara usava “onça-brilho” aí era fashion, pq será?”, questionou Gaby.