Bandeira LGBT (Foto Ilustrativa)
Bandeira LGBT (Foto Ilustrativa)

O parlamento do Gabão votou nesta quarta-feira (24), pela descriminalização da homossexualidade no país. Com a decisão, o Gabão pode se tornar um dos primeiros da Africa a ter um posicionamento pró-diversidade.

A votação tinha como objetivo reverter um artigo de lei aprovado em 2019, ao qual pedia a punição de até seis meses de cadeia àqueles que forem flagrados tendo a práticas sexuais com pessoas do mesmo sexo.

Durante a sessão, 48 parlamentares votaram pela reversão da lei, contra 24 contra e 25 que se abstiveram. Um dos que se posicionaram contra afirmou que a decisão “enfraquece os costumes e tradições do país”.


Leis que protejam a população LGBTQ+ ainda não é uma realidade do país. Historicamente, o Gabão é um país considerado machista e homofóbico, sendo considerado um dos países mais perigosos para ser LGBTQ+ do mundo.