Felipe Neto (Reprodução/Youtube)

O influenciador Felipe Neto revelou nesta terça-feira (14), que ganhou um processo que sofreu de um internauta homofóbico do Twitter. O caso ocorreu no ano de 2019, após o homem fazer diversos comentários discriminatórios.

A polêmica se iniciou após o internauta criticar a desconstrução da masculinidade, afirmando que homens que aderem a “palavras do universo LGBT”, não podem se considerar “homens”.

“Hoje em dia os homens não sabem nem falar como homens. Usam um vocabulário afeminado: amiga, maravilhosa, arrasou, menos isso, menos aquilo, para que ta feio, apaga que da tempo… O cara q fala assim já deixou de ser homem há muito tempo”, escreveu o rapaz na publicação.


Incomodado com a postura do rapaz, Felipe rebateu com um comentário bem-humorado: “Miga solta essa franga q essa tua tensão de macho é só vontade reprimida de roçar barba com barba. Se joga, ninguém vai te julgar”.

Na época, a resposta de Felipe viralizou pela redes social, recebendo mais de 28 mil curtidas e 1,9 mil compartilhamentos. A polêmica foi o suficiente para o influenciador receber um processo do indivíduo.

Menos de um ano depois, Felipe compartilhou a vitória contra o rapaz, que afirmou ter se sentido ofendido pelo comentário. Na sentença, a justiça interpretou que foi “possível extrair das palavras do autor um conteúdo preconceituoso”.

Através de prints, Felipe provou que o internauta costuma fazer diversos comentários preconceituosos contra minorias sociais. Em algumas publicações pode ser visto também comentários contra mulheres.