Douglas Souza, do Vôlei, fala sobre aceitação e homofobia no esporte

Aos 26 anos, ele posou para a capa da revista Quem

Publicado em 7/9/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Aos 26 anos, o atleta de vôlei Douglas Souza, brilhou nas Olímpiadas em Tóquio, e ao posar para a revista Quem, ele destacou a sua infância, e o processo de aceitação com a sua sexualidade. Segundo ele, foi tudo intenso e longe de seus pais.

“Como sai de casa com 14 anos de idade, não tinha muito essa vontade de me relacionar com outras pessoas. Já tinha certeza absoluta de que era gay, mas só estava na vibe de treinar e jogar. Não tinha tempo de pensar nessas outras coisas. Quando morei com 14 caras, fui vivendo e comecei a me relacionar. Mas não tinha a necessidade de contar para os meus pais, porque já não morava mais com eles“, começou.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na sequência, ele revelou ter recebido uma mensagem importante de sua mãe; “Também não queria algo forçado, tipo uma reunião de família para dizer que sou gay. Até porque, uma pessoa heterossexual, não precisa fazer isso. Para mim, não fazia muito sentido. Em 2016, quando estava nas Olimpíadas do Rio, minha mãe me mandou uma mensagem falando que a família toda já sabia que eu era gay e todo mundo me amava e me aceitava“, falou.

Ao concluir, Douglas comentou sobre a homofobia no esporte. “A gente sabe que o sucesso incomoda. Isso é fato. Coleguinha revirando o olho sempre vai ter e é normal. Sou gay, se não tiver um coleguinha revirando o olho para mim, esse não é o mundo real. Infelizmente, essa é a nossa realidade“, desabafou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

G Store

MOLETOM PRIDE BRASIL

Comprar

SUNGA COLORS

Comprar

CAMISETA PRIDE HEART - LONG

Comprar

BONÉ PRIDE HEART

Comprar

MOCHILA PRIDE BRASIL

Comprar