Miley Cyrus
Miley Cyrus (Reprodução/Instagram)

A cantora Miley Cyrus revelou que deixou de frequentar a igreja, após enxergar uma nova perspectiva de sexualidade. A declaração aconteceu durante seu programa Brightminded, realizado na quarentena.

O assunto se iniciou após uma longa conversa com Hailey Baldwin-Bieber e a eterna Hannah Montanah comentou como foi a sua infância no Tennessee, uma das regiões mais conservadoras dos Estados Unidos.

“Eu tinha alguns amigos gays na escola. Essa é a razão pela qual deixei minha igreja, porque eles não estavam sendo aceitos. Eles estavam sendo enviados para terapias de conversão. Eu tive muita dificuldade com isso e comigo também, encontrando minha sexualidade”, revelou.


Hailey também deu seu ponto de vista sobre religião e criticou a presença de crianças neste tipo de criação: “Eu acho que há uma diferença entre ser criado na igreja quando criança e ser adulto e ter seu próprio relacionamento com Deus”.

Vale lembrar que Miley se considera uma pessoa pansexual e não-binária. No último ano a artista gerou polêmica ao assumir, pela primeira vez, uma relação lésbica. O caso surgiu poucas semanas após terminar o casamento com Liam Hemsworth.