Carlinhos Maia
Carlinhos Maia (FOTO: Reprodução/Instagram)

Quem esteve nas redes sociais nesse primeiro fim de semana de setembro, certamente tomou conhecimento do furdunço envolvendo Carlinhos Maia e o assunto suicídio. Depois do polêmico vídeo viralizar e ele consequentemente receber inúmeras críticas, enfim resolveu se pronunciar.

O Instagram, plataforma onde as imagens surgiram, tem inclusive deletado os posts que republicam tal momento. Em suma, o youtuber declarou o seguinte, no tal trecho: “Eu vejo meninos aqui com 16 anos me mandando ‘eu quero me matar’. Vai, oh imbecil! Vai se matar porque você nem começou a vida ainda.

Venha perguntar a uma mulher de 75 anos, que até hoje trabalha, sustenta os netos, tá varrendo quintal, catando latinha na rua pra sustentar os bisnetos… Venha perguntar se ela se matou com 16 anos. Eu não sei os seus motivos, mas sei os dela, que com certeza não são menores que os seus”.


A justificativa

Carlinhos Maia começou o desabafo, deixando claro que “não era um pronunciamento”. Em seguida, declarou que as pessoas exibiram apenas o trecho famoso, sem contextualizar o restante de seu discurso. No stories do Instagram, postou o discurso completo e falou mais sobre o assunto:

“O mesmo grupo que faz essas coisas, essas polêmicas… Sempre que acontece alguma boa comigo, estava tudo ok, até eu anunciar contrato, dar uma festa… Eles cortaram um pedacinho. Eu nunca salvava os vídeos, mas dessa vez meus seguidores salvaram toda a reflexão. Não tem nada a ver com depressão. O assunto não era esse, era sobre gente que quer desistir na primeira pancada e cobiça o que é do outro.

Em nenhum momento falei sobre distúrbios psicológicos… Não incitei ninguém a nada, eu jamais faria isso. Eu sou uma das pessoas que mais recebe vídeo falando que se curou da depressão. Vou soltar o vídeo pra vocês, mas mesmo assim, eles vão continuar. A gente incomoda, eu incomodo. Assistam o vídeo todinho, antes de julgar uma pessoa que não quer mal a ninguém”.