Sempre com opiniões e posicionamentos certeiros, o comediante Fábio Porchat revelou que desde muito novo sofria com o machismo. Na escola as crianças o chamavam de gay.

A declaração do artista foi dada durante o programa Conversa com Bial, que foi ao ar nesta quarta-feira (24), na TV Globo. Segundo Fábio, ele demorou para perceber que as pessoas queriam o ofender chamando de gay.

“Sempre sofri muito bullying de ‘viadinho’. Até hoje. Mas, quando você é criança, é a pior coisa que pode acontecer no mundo”, disse. “Depois de adulto, eu entendi que ser chamado de gay não é problema, porque não é problema de caráter. Quando chamam de ladrão, de safado, aí que é problema”, acrescentou o artista, que já havia se posicionado sobre piadas LGBTfóbicas.


No programa, Porchat também confessou que provavelmente fez muitas piadas machistas no passado, mas garantiu que atualmente tem tomado mais cuidado, já que tem uma consciência melhor sobre o assunto.

“É muito importante que as coisas mudem, que tenha representatividade, que a gente perceba que acabou”, declarou. “Sempre fiz todo o tipo de brincadeira, que provavelmente machucou muitas pessoas, como também fui machucado. Mas hoje as coisas estão mudando”, finalizou.