Ellen DeGeneres conta qual palavra estava proibida de dizer por ser lésbica

A apresentadora Ellen Degenes (FOTO: Instagram)
A apresentadora Ellen Degenes (FOTO: Instagram)

Nas última semanas, Ellen DeGeneres revelou qual palavra ela estava proibida de dizer no começo da carreira de apresentadora.

Em seu talk show, a atriz e apresentadora contou que no início, os produtores de televisão tinham resistência em bancar o formato do seu programa de entrevistas por causa da orientação sexual de Ellen.

“Este era um programa que na época ninguém queria comprar. Eles realmente não pensavam que alguém assistiria uma lésbica durante o dia ou a noite. Então eu estava fora de cogitação” explica.


Em abril deste ano, fez vinte anos que a apresentadora “saiu do armário”, em uma reportagem de capa da revista Time em 1997.

O site Pink News revela que a apresentadora (que chegou a namorar a atriz Anne Heche e também a fotógrafa Alexandra Hedison), contou recentemente em seu programa que no começo ela não estava autorizada pelos executivos do canal a mencionar detalhes de sua vida amorosa durante o talk show.

“…eles não permitiriam que eu dissesse “NÓS” porque alguém automaticamente imaginaria uma mulher na minha vida”, explicou Ellen.

As declarações foram feitas durante um bate-papo com o apresentador Ryan Seacrest, na estreia da 15ª temporada do The Ellen DeGeneres Show no canal NBC.

Quando se revelou lésbica, ainda em 1997, tanto a artista quanto a emissora ABC tiveram problemas. O canal exibia a série de comédia Ellen que tinha a atual apresentadora como protagonista. A revelação fez o canal receber forte pressão de grupos religiosos, levando a ABC a colocar avisos antes começo do programa para “alertar os pais sobre a natureza do programa”.

Na época, Ellen fez história na televisão e também na comunidade LGBT quando ambas, personagem e atriz, se assumiram lésbicas.


DEIXE UMA RESPOSTA