O ex-padre Peter Miqueli (Foto: Reprodução)

Peter Miqueli de 57 anos, foi acusado de desviar dinheiro de uma igreja católica de Nova York, para sexo sadomasoquismo, e na última sexta-feira (09), foi encontrado morto em sua casa, segundo o site Pheeno.

Os motivos do crime ainda não foram definidos, mas há rumores de que um dos planos do ex- padre, era de expor um “grupo de homossexuais clandestinos”, que operam em algumas igrejas católicas na região.

Ainda de acordo com o site Phenno, o religioso teria se envolvido em diversas polêmicas sexuais, e chegou a pagar por algo um pouco que aleatório.”Teria pago US$ 1 mil (cerca de R$ 5,3 mil) em várias sessões com o seu “mestre”, Keith Crist´, que faria o pároco de “escravo sexual”, teria usado US$ 60 mil (R$ 320 mil) da paróquia em drogas ilícitas e mais R$ 264 mil (R$ 1,4 milhão)”, disseram em matéria do Pheeno.


Já o irmão do padre assassinado, Joseph, afirmou que sentia vergonha das acusações que Miquelli recebia, e não consegue entender o motivo de sua morte. “Eu não sei o que aconteceu ao meu irmão. Eles nem me dizem onde o encontram, como o encontraram”, disse ao Daily Mail.