Apesar de clubes e atletas terem se esforçado para diminuir os casos de homofobia dentro do futebol, relatos diários de intolerância dentro dos estádios ainda são vistos.

Nesta semana, por exemplo, mais um caso de LGBTfobia dentro do futebol foi destaque nas redes sociais. Um vídeo de um casal de jovens gays em um jogo do Cruzeiro viralizou como chacota na internet.

Após ter ciência do que estava acontecendo com sua imagem, Yuri Senna ressignificou o vídeo e o usou de uma forma super fofa, cativando diversos internautas com uma mensagem romântica e empoderadora.


“Ontem usaram esse vídeo para propagar homofobia, hoje eu uso para dizer o quanto eu te amo”, declarou Yuri no Twitter. Logo em seguida ele recebeu diversas mensagens de apoio.

Warley, você é o cara que chegou na minha vida para afirmar o quanto o amor vale a pena, e o quanto faz bem. Obrigado por ser o melhor namorado que eu poderia ter, o melhor amigo, cúmplice das melhores zoeiras. Te amo muito”, acrescentou ele em outro post.

Após a repercussão da resposta de Yuri, o Estádio do Mineirão, onde ocorreu o caso de homofobia, usou o Twitter para demonstrar todo o seu apoio ao casal. “O Mineirão é de TODOS!”, escreveu.

Conforme o site Uol, o casal prestou depoimento nesta terça-feira (10), em uma delegacia de combate a crimes virtuais. O caso já está sendo investigado pela polícia, para tentar encontrar o autor da gravação e responsável por espalhar o vídeo nas redes sociais.