Daiane Cunha
Daiane Cunha (Arquivo pessoal)

Cada vez mais as redes sociais têm sido um canal de propagação de mensagens de tolerância e aceitação da diversidade e das minorias. Grandes empresas como o Facebook, Apple e Google, gigantes da tecnologia, têm investido em ações afirmativas através de seus canais de comunicação com o intuito de dar lugar e voz à comunidade LGBT, que mais do que nunca, está crescendo em representatividade na internet.

A influenciadora digital e empreendedora Daiane Cunha é especialista em marketing digital. Ela conta que cada vez mais tem prestado consultoria e trabalhado com influenciadores que pertencem ou têm como público alvo a comunidade LGBT. Daiane revela que, embora trabalhe com todos os tipos de criadores de conteúdo, ama trabalhar com este nicho de mercado: “Alem de serem super alto astral, com conteúdos criativos, engajados socialmente e por diversas vezes também bem humorados, contam com uma desenvoltura natural e são ótimos de trabalhar. Amo fazer o marketing digital e tenho grande empatia com a causa LGBT”, revela.

Segredo do sucesso

Segundo Daiane Cunha, para atuar nas redes sociais é necessário muita energia e motivação, que para a marqueteira digital são características naturais de boa parte desse público: “na vida e no mundo digital você precisa aprender a lidar diariamente com avaliações e exposições e, mesmo no seu dia ruim, ou em um momento ruim, sua empresa precisa estar lá bem posicionada e antenada nos trending topics. E o público LGBT tira isso de letra. Em geral são pessoas super energéticas e resilientes, que já enfrentaram o mundo e passaram por várias dificuldades, em especial quando assumiram sua sexualidade, e por isso vencem no mundo virtual, porque são especialistas em superação e recomeços.”


Nicho de atuação com espaço para novos talentos

A especialista também aponta que o nicho ainda tem espaço para novos influenciadores: “felizmente é um nicho que ainda não está saturado, e que constantemente busca novas vozes, novos talentos, que representam o movimento e a comunidade, que se posicionem. Por isso notamos que a concorrência neste mercado no mundo digital é menor, pois eles em vez de eliminarem a concorrência se apoiam, se conectam, criando assim força para crescerem juntos. Por exemplo Carlinhos Maia, maior referência no ano de 2019 no meio digital, fez com que sua vila inteira crescesse junto com ele“.

Xô preconceito

Por fim, Daiane acredita que a rede social e o engajamento sobre conteúdo gerado por influenciadores LGBT é uma excelente ferramenta para combater os preconceitos que ainda existem em parte da sociedade: “Hoje o mundo está se desconstruindo, evoluindo e aprendendo a lidar com as diferenças, e no meio digital não é diferente. Fico feliz que através das redes sociais todos estão ganhando espaço e o público LGBT está sendo capaz de transcender os estereótipos e mostrar a sua verdade, a sua luta diária. Vencendo a cada dia a homofobia, a desinformação e a falta de empatia, abrindo a mente de milhares de pessoas.”