Espancado por 7 homens, irmão de repórter da Globo denuncia homofobia

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Guilherme Azevedo, músico de 31 anos conhecido como Guiaz, e irmão do repórter André Azevedo, da Globo, por meio das mídias sociais, denunciou uma série de agressões que sofreu na última quinta-feira (17) em São Fidélis, no Norte Fluminense.

O rapaz destacou que era sempre perseguido por 7 homens, os responsáveis pela agressão. O crime consumou-se quando ele estava na beira de um rio próximo de casa, onde mora há um mês. Segundo Guilherme, o ataque homofóbico era recorrente.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“O que aconteceu foi a gota d’água. Desde que me mudei pra cá, há um mês, vou a um rio que tem aqui perto de casa, para fazer yoga, fumar um cigarro, e todo dia encontro com eles, que sempre ficam fazendo piadinhas, debochando. É um inferno!”.

“Tô fazendo esses stories para falar para vocês que homofobia é crime e não vai passar batido. Faço questão de exibir o estado que eu estou nesse momento, com dedo quebrado, todo machucado, cortado”, disse ele, que foi socorrido por uma amiga.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio