Erika Hilton fala sobre suas percepções políticas e medos

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com mais de 50 mil votos pelo PSOL, Erika Hilton logrou-se como uma das vereadoras mais votadas em todo o país. A política eleita com maestria fala sobre suas pretensões, medos e anseios dentro do cenário atual.

“O Brasil é um país racista, LGBT-fobico, e eu reúno tudo isso no meu corpo”, afirma Erika Hilton. “Jamais imaginaria que na maior cidade da América Latina esse corpo negro, pobre, periférico, travesti pudesse ser o corpo mais bem votado do país”, completa à AFP.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Por fim, Erika recorda do episódio que acometeu Marielle, vereadora morta em 2018 por motivações políticas. Hilton destaca que tem receios. “Tenho orgulho de ser comparada a ela, mas temo que minha história termine do mesmo jeito”, diz.

Quando foi eleita, a parlamentar comemorou por meio das mídias. “Vencemos! Com 99% das urnas apuradas já é possível dizer: Mulher preta e trans eleita a vereadora mais votada da cidade. Feminista, antirracista, LGBT e do PSOL! A primeira da história! Com mais de 50 mil votos. Obrigada”, escreveu ela.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio