“Dizem que sou gay, mas não me considero assim”, diz Gianecchini

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Livre e sem categorizações – assim que o ator Reynaldo Gianecchini prefere ser chamado. Em entrevista à EFE, o famoso destacou que não quer se rotular e gosta de se expressar livremente, ressalta também que o ser humano é plural e deve ser respeitado dessa forma.

Nunca quis levantar nenhuma bandeira. Acredito na liberdade de ser o que cada um quiser ser. Todo mundo tem muitos lados dentro de si mesmo e que a sexualidade reflete muito isso” disse.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Dizem que sou gay, mas não me considero assim. Eu me considero tudo ao mesmo tempo. Se existir uma palavra para mim, então é ‘pan’ [pansexual], porque ‘pan’ é tudo’”, conta.

Reynaldo já havia falado sobre isso em outra ocasião. “Não assumi que sou gay. Falei que sou tudo. Que é muito amplo, que cabe tudo dentro de mim, que não me encaixo em nenhuma gaveta. É uma atitude política falar isso hoje em dia. A sociedade é muito careta. O Brasil é um país preconceituoso, racista e reprimido”, disse ele.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio