Ascensão Skywalker, em Star Wars
Ascensão Skywalker, em Star Wars (Reprodução)

O tema representatividade nas telas está cada vez mais em voga. Os Novo Mutantes, por exemplo, dirigido pelo cineasta Josh Booneirá explicitar um casal abertamente LGBT+. Alias, falando em cena LGBT em filmes de heróis, Boone criticou ferozmente a cena de A Ascensão Skywalker, em Star Wars, 2019, que mostra duas figurantes se beijando rapidamente no fundo.

“Era só alguém no fundo. E [os cineastas] estavam dando entrevistas como se tipo: ‘Vamos mandar fazerem artigos como se isso fosse algo para o qual você deveria prestar atenção’. Foi vergonhoso”, disse ele, explicitando que a cena é comum em relação ao alarde que foi feito em torno dela.

A saber, a cena LGBT em A Ascensão Skywalker – além de ter uma durabilidade mínima ainda foi censurada em alguns países como Singapura, segundo o portal Legião dos Heróis. As críticas principais giraram em torno da expectativa imensa que foi criada para a cena.


Já sobre os Novos Mutantes, sem previsão de estreia no Brasil, a diversidade, segundo o diretor, é a espinha dorsal da trama. “O relacionamento dela certamente é a espinha dorsal do filme”, ​​afirmou o diretor e roteirista Josh Boone durante o painel da Comic-Con@Home, aludindo à relação de Lupina, vivida por Maisie Williams, e Miragem (Blu Hunt).