Mulher que proferiu insultos homofóbicos é condenada a pagar balconista

"Sou gay, mas nunca sofri homofobia como essa mulher me fez sentir", disse a vítima

Publicado em 11/10/2021 20:55
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma mulher identificada como Lidiane Biezok proferiu insultos homofóbicos e agrediu fisicamente jovens em uma padaria do bairro da Pompéia, em São Paulo, ano passado. Ela foi condenada pela Justiça a pagar R$ 5 mil de indenização por danos morais ao balconista. Ele foi vítima de xingamentos homofóbicos. 

Julgo procedente em parte o pedido, para condenar a ré ao pagamento, a título de indenização por danos morais, de R$ 5.000,00″, escreveu a magistrada na sentença, já que o advogado da vítima tinha pedido um valor maior. “Com a finalidade de preservar tanto o caráter punitivo como compensatório da indenização por dano moral”.

“Diante do caso concreto, tenho que a situação vivida pela parte autora agressões verbais de cunho racista e homofóbico na frente de outras pessoas, em seu ambiente de trabalho – foi suficiente para caracterizar dano moral”, argumentou a juíza Eliana na sua decisão.

“Não ligo pelo dinheiro. Eu ligo para ela [Lidiane] pagar e sentir na pele o que é uma humilhação”, falou Osvaldo neste domingo (10) com o g1. “Sou gay, mas nunca sofri homofobia como essa mulher me fez sentir. Depois do que ocorreu eu não podia ver qualquer mulher loira entrando na padaria, que achava que fosse ela”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

G Store

MOLETOM PRIDE BRASIL

Comprar

SUNGA COLORS

Comprar

CAMISETA PRIDE HEART - LONG

Comprar

BONÉ PRIDE HEART

Comprar

MOCHILA PRIDE BRASIL

Comprar