Após ser denunciado ao MP-BA por discurso homofóbico, pastor se retrata

O vídeo foi enviado por um dos fieis que assistia ao culto em questão para o servidor público federal Mateus Cayres, responsável pela denúncia

Publicado em 18/11/2021 12:09
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No dia 30 de junho, um pastor da Primeira Igreja Batista de Ipiaú, localizada no sul da Bahia, realizou um discurso de teor homofóbio, enquanto ministrava um culto que estava sendo transmitido pela internet. O homem foi denunciado ao Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) e após assinar um Termo de Ajustamento de Conduta, precisou se retratar a respeito do ocorrido.

O vídeo foi enviado por um dos fiéis que assistia o culto em questão, para o servidor público federal Mateus Cayres, de 29 anos, responsável pela denúncia. Nas imagens, o pastor aparece comentando sobre as campanhas realizadas em homenagem ao Dia do Orgulho LGBTQIA+, dizendo que as mesmas promovem o “homossexualismo”, termo pejorativo que faz referência a classificação de doença.

“Nós estamos vendo o que está acontecendo com as crianças no mundo. Olha o que essa empresa de sanduíches está fazendo e outras que já fizeram também. A [empresa de cosméticos], que também faz promoção do homossexualismo. É para a gente não comprar mais perfume da Natura” disse o pastor em parte de seu discurso.

De acordo com informações publicadas pelo G1, o MP-BA informou que o pastor assumiu o compromisso de não utilizar o termo “homossexualismo” e que o objetivo do TAC era o de garantir o respeito à dignidade da pessoa humana e à diversidade sexual em concordância com os direitos fundamentais à liberdade de expressão e à liberdade religiosa.

Pastor se retrata após ser denunciado ao MP-BA por discurso homofóbico (Foto: Reprodução)

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

G Store

MOLETOM PRIDE BRASIL

Comprar

SUNGA COLORS

Comprar

CAMISETA PRIDE HEART - LONG

Comprar

BONÉ PRIDE HEART

Comprar

MOCHILA PRIDE BRASIL

Comprar