Orgasmo
Casal de mulheres (Foto: Reprodução)

Nessa sexta-feira (31), dia do Orgasmo, uma pesquisa realizada pelo departamento de Transtornos Sexuais Dolorosos Femininos da Universidade de São Paulo (USP), concluiu que 55% das brasileiras não chegam ao orgasmo.

Para as especialistas, isso é bem comum no cotidiano, pois é assimilado apenas ao prazer com penetração, que toma uma parte imensa de opiniões na vida das mulheres, que acabam não pensando em seus prazeres.

Lelah Monteiro afirmou que as mulheres temem em se permitirem no ato sexual.“Ainda há muita dificuldade da mulher se permitir e se entregar. O orgasmo é um percurso e as pessoas precisam render inteiramente o seu corpo, parar de racionalizar tanto. Então, por isso que ainda é tão difícil”. A falta de comunicação entre os parceiros é outro fator que dificulta o prazer. A mulher precisa buscar informações sobre sua vida sexual, explorar o seu corpo e ter um diálogo franco com o companheiro. A sexóloga acredita que, atualmente, as mais jovens têm mais facilidade e liberdade para abordar a questão. Movimentos coletivos em prol da busca pelo prazer e da libertação de preconceitos têm colaborado para mudar um pouco a realidade”, disse a sexóloga.


Ainda de acordo com a dica e opinião da profissional, a entrega é o reforço para o orgasmo, e se dar conta de que o sexo bom e prazeroso não é apenas o caminho da penetração, já é um bom caminho para o prazer intenso.

Confira o bate-papo com a sexóloga: