Desertor gay foge da Coreia do Norte para viver em plenitude

História do único desertor assumidamente homossexual da Coreia do Norte foi coberta pela imprensa internacional

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Jang Yeong-jin revelou, por meio de uma entrevista, que foi casado com mulher, porém nunca conseguiu sentir-se atraído pela sua esposa. Contudo, como a ruptura do matrimônio é um processo complicado no país, Jang Yeong-jin fugiu da Coreia do Norte para tentar a sua vida plena em outro lugar.

“Na Coreia do Norte, se um homem diz que não gosta de uma mulher, as pessoas pensam que ele está doente“, diz ele à BBC . “Eu não conseguia sequer encostar na minha esposa”, lembra. “Fui a muitos hospitais na Coreia do Norte porque eu pensei que tinha um problema.”

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O jovem, então, resolve fugir e deixar a sua ex-esposa, no caso, livre para seguir a própria vida. “Eu estava pensando: ‘eu deveria deixar essa pessoa ir embora, deveríamos encontrar uma maneira de sermos felizes’”, diz o desertor.

Jang deixou a Coreia do Norte, visto que sua saída anularia automaticamente o casamento. Em 1997, chegou à Coreia do Sul e, após a sua chegada, muitos desdobramentos aconteceram. Atualmente, ele ressalta que gosta da tranquilidade dos subúrbios, que descreve como sendo um “conto de fadas”, e pretende viver um novo amor.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio