Delegacia da mulher (Foto: Reprodução)

Na última quinta-feira (13), foi definido que no estado de São Paulo, todas as Delegacias da Mulher passarão a receber mulheres transexuais e travestis.

A ordem altera um decreto de 1989, que atendia relativamente ao sexo biológico da pessoa, e não a indenidade de gênero do indivíduo.

De acordo com o Delas IG, a delegada Jamila Ferrari, que coordena as delegacias da Mulher do estado de São Paulo, afirmou que a nova medida garante mais segurança ao público, na hora de registrar novas ocorrências.


“A intenção foi deixar claro que nós não atendemos essas vítimas conforme o sexo biológico, mas sim pela maneira como elas se enxergam. Traz mais segurança e garantias a este público no momento de registrar o boletim de ocorrência”, concluiu ela.