Freddie Mercury
Freddie Mercury interpretado pelo ator norte-americano Rami Malek (Foto: Entertainment Weekly/Divulgação)

Artistas e produções LGBT receberam grande destaque entre as indicações da edição 2019, do Globo de Ouro, divulgadas nesta quinta-feira (06). A premiação é uma das mais importantes da TV e cinema, além de ser considerada um termômetro para o Oscar.

Um dos filmes mais aguardados do ano, “Nasce uma Estrela” teve duas indicações. Protagonista do longa, Lady Gaga concorre como melhor atriz de drama. Tema da produção, a canção “Shallow” também interpretada pela cantora briga pela estatueta de melhor canção.

Dentre os filmes com temática LGBT, “Bohemian Rhapsody” – que retrata a criação do Queen e a ascensão de Freddie Mercury, um dos maiores ícones gays da história da música – aparece nas indicações de Melhor filme. O protagonista Rami Malek também concorre como Melhor ator de drama.


A trama de uma escritora lésbica em “Poderia Me Perdoar?“, disputa na categoria de melhor atriz para Melissa McCarthy e também melhor ator coadjuvante para Richard E. Grant, que vive seu melhor amigo gay na história.

Leia Mais:

Cena de sexo entre gays muçulmanos irá ao ar em “Deuses Americanos”

Pabllo Vittar desbanca beldades em lista das 25 mulheres mais sexy do Brasil

Lucas Hedges recebeu uma indicação como melhor ator por “Boy Erased: Uma Verdade Anulada”. O drama descreve um garoto forçado a se submeter a uma terapia de “cura gay” pelos pais. Troye Sivan, cantor abertamente gay, também concorre ao prêmio com “Revelation” como melhor canção.

“A Favorita”,  “Green Book: O Guia”, “O Retorno de Mary Poppins“, também concorrem, respectivamente, como melhor ator coadjuvante (Mahershala Ali) e melhor ator de musical (Lin-Manuel Miranda).