Cruzeiro LGBT (Foto Ilustrativa)
Cruzeiro LGBT (Foto Ilustrativa)

O time de futebol Cruzeiro se pronunciou no último sábado (23), após um dos membros de sua torcida organizada LGBT+, a Marias de Minas, ser alvo de homofobia durante uma live no Instagram.

Durante a live, que recebeu a presença do jornalista do jornal Hoje em Dia, Guilherme Piu, internautas se irritaram com a discussão sobre a situação atual do clube e iniciaram ataques de cunho discriminatórios.

“Prestamos nossa solidariedade ao torcedor @sennacec [criador do Maria de Minas] e ao jornalista @guilhermepiu, alvos de ataques homofóbicos e ameaças em uma live nesta semana”, escreveu o Cruzeiro no Twitter.


“Não há mais espaço para comportamentos pautados no preconceito e no ódio. O futebol tem o dever de ser democrático e inclusivo”, completou o clube, que tem um trabalho intenso na luta contra LGBTfobia nos estádios.

Através de seu perfil do Twitter o jornalista também se pronunciou sobre o caso e revelou que vai tomar as devidas providências judiciais ao lado da torcida Marias de Minas.

“Já relatamos o ocorrido aos órgãos, tanto o Sindicato dos Jornalistas de MG quanto entidades representativas do movimento LGBTQI, para que medidas possam ser tomadas”, escreveu.