Criticado por ter apoiado Bolsonaro, Eduardo Leite já representou contra Roberto Jefferson por homofobia

Ele é o governador mais jovem eleito para o cargo

Publicado em 2/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, explodiu nos noticiários após declarar abertamente que é gay. O político se declarou homossexual durante a entrevista que concedeu ao programa Conversa com Bial, da Globo. 

Leite começou cedo a trajetória na política. Foi prefeito de Pelotas entre 2013 e 2016, após receber 110 mil votos. Assumindo, então, o Rio Grande do Sul aos 33 anos, ele é o governador mais jovem eleito para o cargo.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em 2018, ao se posicionar veementemente contra o PT, Eduardo declarou, por meio de um vídeo, seu voto em Bolsonaro. Nesse sentido, após trazer a sua orientação sexual a público, foi ferozmente criticado, especialmente por políticos e militantes de esquerda.

Em março deste ano, o chefe do executivo acionou o Ministério Público Estadual (MP-RS) com o intento de processar o ex-deputado federal Roberto Jefferson, por injúria e homofobia. “Vim ao Ministério Público para oferecer uma representação contra Roberto Jefferson, por injúria, por homofobia, por agressão que não é exclusivamente a mim, pessoalmente, mas a toda a sociedade, ao povo gaúcho e ao povo brasileiro. Manifestações que geram confronto, que geram discórdia, que são indignas e que não podem ser toleradas”, disse Eduardo Leite.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

G Store

PULLOVER LOVE WINS

Moletom com capuz 3D de manga comprida

Comprar

CHINELO PRIDE

Comprar

MOCHILA PRIDE BRASIL

Comprar

TÊNIS RAINBOW STYLE

Comprar

SUNGA SUMMER PRIDE FORMAS BLACK

Comprar