Gravity Fall.
Gravity Fall. (Reprodução)

Durante uma conversa pelo Twitter neste final de semana, Alex Hirsch, criador de Gravity Falls, e Dana Terrace, criadora da Casa da Coruja, falaram sobre a mudança de conduta do canal Disney Channel com personagens LGBTQIA+ em desenhos exibidos pela emissora.

Terrace iniciou contando a sua experiência. “Quando comecei a desenvolver Casa da Coruja, queria fazer um episódio com um baila para compensar minhas experiências. Eu tenho imensa gratidão pela equipe que trabalhou para fazer desse episódio tão incrível,” escreveu a autora.

Eu deixava clara minha intenção de colocar personagens queer no elenco principal. Sou uma mentirosa terrível, então esconder teria sido difícil. Quando comecei o programa, certa pessoa me disse que eu NÃO poderia colocar um relacionamento gay ou bi no Disney Channel. Mas sou bi, e queria um persoangem bi, caramba! Por sorte, minha teimosia valeu a pena e agora tenho muito apoio dos líderes do canal.” Terrace agradeceu a Doug Bensimon, diretor do setor de animações da Disney, pela liberdade em ter conseguido colocar um personagem LGBT em sua animação.


Já Alex, criador de Gravity Fall, relatou que sua experiência em tentar colocar personagens LGBTQIA+ em sua animação, não foi tão bem sucedida. “Na época, me PROIBIRAM de qualquer representação explicitamente LGBTQ+. Aparentemente, o ‘lugar mais feliz do mundo’ significava ser ‘hétero’.”

O autor ainda relembrou como funcionava a censura na época. “Em 2012, a anotação de censura nessa imagem seria: ‘Inapropriado para o canal, por favor, revise e ligue para discutir’ (para evitar provas em papel). Em 2020, sem anotações! Saudações onde são devidas! Desta vez, Disney – vocês fizeram bem!”, escreveu.