Bandeira LG

Um casal gay da Indonésia, da cidade de Banda Aceh, pode ser sentenciado a 100 chibatadas em praça pública por praticarem “orientação sexual ilegal”, conforme divulgado pelo AsiaNews.

Mu, de 26 anos e Ta, de 34, tiveram sua residência violada por moradores de seu bairro, e serão julgados por um tribunal corânico nas próximas semanas. Por conta de a homossexualidade ser crime em sua província, eles podem pegar oito anos de cadeia ou terem que pagar uma multa de um quilo de ouro.

Em 2017, um casal gay também havia sido condenado na mesma região, mas teve a sentença de 85 chibatadas reduzidas para 83 chibatadas, porque eles ficaram dois meses em prisão preventiva.


Rebecca Henschke, repórter da BBC, revelou que conversou com um dos rapazes condenados do caso recente, mas que não pode dialogar em um local reservado. “Ele tremia todo, estava magro, pálido e tinha vermelhidão pela pele. Outros presos nos cercaram e nos olharam de forma intimidadora enquanto tentamos conversar”, contou.

O líder ativista LGBT+ Human Rights Watch, solicitou ao presidente da Indonésia, Jokowi Widodo, que o casal não seja banido do país e nem punido. “O tempo está passando para Jokowi demonstrar que seu apoio à igualdade de direitos para todos não é uma retórica vazia” – disse o grupo em comunicado – “Ele precisa começar a proteger esses dois jovens homens da tortura.”, pediu.